Correia Dentada CX

Correia Dentada CX

* As imagens contidas nesta pagina são meramente ilustrativas,  podendo suas características físicas não serem fiéis á elas. 

Manutenção Preventiva

Instalação: Desgaste de polias:

Antes de instalar um jogo novo de correias, verificar o desgaste das polias com os gabaritos de polia em V conforme ao lado:

Verificar também a presença de cantos vivos, material faltante nos canais. Em transmissões com correias sincronizadoras verificar o desgaste medindo o diâmetro externo e a presença de Degraus na polias. Polia com degraus sinaliza desgaste excessivo, provocando folga entre os dentes da correia e da polia. Esta folga afrouxa a correia, perdendo o sincronismo e encavalando os dentes. As transmissões deverão trabalhar livres de atritos com peças estranhas (isto poderá causar cortes no envelope protetor de correia).

 

Aplicação

Sistemas de transmissão de potência em geral para o mercado industrial.

Características e Vantagens da Correia Dentada CX:

A melhor relação custo benefício. Secção em V Clássica. Construção sem envelope. Os dentes moldados distribuem melhor os esforços (tensões e flexões) reduzindo as cargas térmicas e o ruído. O composto de borracha ( Cloropreno ) de alta qualidade protege a correia contra agentes externos (calor, ozônio, luz, entre outros ).

A Variação milimétrica do jogo de correias pode garantir ou quebrar um Sistema de Transmissão por correias em V!

Histórico


A tolerância dada pela Norma RMA (Rubber Manufacturers’ Association), para a formação de jogos de correias, não deixa muita margem de erro na transmissão. Para satisfazer as exigências da norma RMA, na formação de jogos, os fabricantes de correias adotaram um sistema de classificação por números. Isso representava para os usuários um grande incômodo na formação do conjunto de correias, pois tinham que procurar em vários lugares.
Afim de eliminar esse incômodo a Rubberplastic desenvolveu o  processo V80® para a formação de jogos de correias.

Alinhamento:

Polias desalinhadas provocam desgaste
excessivo e ocasionam a“virada” da correia
na polia.

Tensionamento

Utilizar um dos equipamentos da Gates para o correto tensionamento das correias, seja o tensiômetro mecânico ou o Tensiômetro Eletrônico. Na impossibilidade de uso de uma desta ferramenta de aplicação prática, use seu bom senso (use seus olhos e ouvidos para detectar se a correia patina quando em funcionamento, aplicando-se uma força no vão da transmissão para verificar se está frouxa ou tensa demais). O melhor tensionamento é aquele ponto em que a transmissão está com o menor tensionamento sem a correia patinar. Uma transmissão pouco tensionada provoca desgaste e superaquecimento pelo atrito.

Quando supertensionada, poderá comprometer os eixos, mancais e rolamentos pela fadiga prematura. A substituição de correias sempre deve ser feita sem o uso de ferramentas que entrem em contato com a correia ou com a polia. Assim procedendo, você preservará a vida dos cordonéis e manterá as polias intactas.

Obs.: Nunca use spray ou qualquer  outro produto destinado a aumentar a aderência da correia. Estes produtos atacam a borracha causando a sua deterioração. Agregam poeira e desgastam as polias.

Em Operação:

Deve-se evitar ao máximo os “trancos” ( cargas de choque ) na máquina. Assim, você evitará a ruptura prematura das correias. Não se esqueça que a correia atua como “fusível” ( proteção ), rompe-se antes de comprometer outros componentes ( eixos, mancais e rolamentos ). O manual de operação do equipamento deverá ser lido com atenção, pois ele traz todos os cuidados a serem tomados com o equipamento.Sempre siga as instruções do manual.

Armazenamento:
Armazenar em prateleiras, em caixas, em recipientes, ou mesmo penduradas em um rack na parede, desde que seja utilizado um suporte com diâmetro igual ou maior que o diâmetro mínimo da polia de operação para essa correia. A condição ideal é abaixo de 30°C e a 70% de humidade relativa. Armazene as correias em ambiente fresco e seco, sem luz solar direta.

Garantia:
As correias Industriais Rubberplastic tem garantia total contra defeitos de fabricação. É importante que qualquer anormalidade ou reclamação seja acompanhada da ficha de ocorrência, com descrição detalhada do ocorrido. Solicite ao seu revendedor sua ficha de controle de garantia, quando da aquisição de sua correia. Correia mal aplicada não cabe garantia.

Norma
Largura ( mm )
Altura ( mm )
Ângulo
Máximo Número 
de frisos
Passo ( mm )
MPTA-RMA-RAC IP-20 DIN 2215
13,0
8,00
40° C
NÃO SE APLICA
NÃO SE APLICA

 

Satisfaz as exigências das normas ABNT NBR / RMA / ISO 

C. D. = Comprimento Datum / Longitud Datum - C. E. = Comprimento Efetivo / Longitud efectiva 

                                 
Ref. da Qtd.    Ref. da C. D. C. E. Qtd.    Ref. da Qtd. C. D. C. E.  
Correia Min. Correia Pol. mm Pol. mm Min.   Correia Min. Pol. mm Pol. mm  
CX-20 10 CX-41 - - - - 10 CXS-62
10
65 1648 66 1687
CX-21  10 CXS-42 45 1140 46 1179 10 CXS-63
10
66 1674 67 1712
CX-22 10 CX-43 -   - - 10 CXS-64
10
67 1699 68 1737
CX-23  10 CXS-44 47 1191 48 1229 10 CXS-65
10
68 1725 69 1763
CX-24 10 CXS-45 48 1217 49 1255 10 CXS-66
10
69 1750 70 1788
CX-25  10 CXS-46 49 1242 50 1280 10 CXS-67
10
70 1775 71 1814
CX-26 10 CXS-47 50 1267 51 1306 10 CXS-68
10
71 1801 72 1839
CX-27  10 CXS-48 51 1293 52 1331 10 CXS-69
10
72 1826 73 1864
CX-28 10 CXS-49 52 1318 53 1356 10 CXS-70
10
73 1852 74 1890
CX-29  10 CXS-50 53 1344 54 1382 10 CXS-71
10
74 1877 75 1915
CX-30 10 CXS-51 54 1369 55 1407 10 CXS-72
10
75 1902 76 1941
CX-31  10 CXS-52 55 1394 56 1433 10 CXS-73
10
76 1928 77 1966
CX-32  10 CXS-53 56 1420 57 1458 10 CXS-74
10
77 1953 78 1991
CX-33  10 CXS-54 57 1445 58 1483 10 CXS-75
10
78 1979 79 2017
CX-34  10 CXS-55 58 1471 59 1509 10 CXS-76
10
79 2004 80 2042
CX-35  10 CXS-56 59 1496 60 1534 10 CXS-77
10
80 2029 81 2068
CX-36 10 CXS-57 60 1521 61 1560 10 CXS-78
10
81 2055 82 2093
CX-37  10 CXS-58 61 1547 62 1585 10 CXS-79
10
82 2080 83 2118
CX-38 10 CXS-59 62 1572 63 1610 10 CXS-80 
10
83 2106 84 2144
CX-39  10 CXS-60 63 1598 64 1636 10 CXS-81 
10
84 2131 85 2169
CX-40  10 CXS-61 64 1623 65 1661 10 CXS-82 
10
85 2156 86 2195

 

Categoria: CORREIAS DENTADAS, Correia CX
Tags: Correia CX, Correia CXS, Correia CXS gates, Correia dentada, correia em v, correias detadas, correias em V

voltar para Correias Industriais

left show fwR|left fwB tsY|left show fwB|c15||image-wrap|news login b01 fwB tsN fwR tsY c05 bsd|b01 normalcase c05 tsN bsd|b01 c05 normalcase bsd|news login b01 normalcase c05 bsd|tsN normalcase c05|b01 c05 normalcase bsd|content-inner||